Tratamento natural para diabetes

tratamento natural para diabetes

O diabetes é uma das doenças que mais mata no mundo, só em 2015 mais de 5 milhões de mortes foram registradas no mundo em decorrência do diabetes.

Isso significa que uma em casa 11 pessoas tem ou diabetes no mundo. O diabetes é umas doenças crônica que poder ser adquirida de duas formas pode ser Diabetes tipo 1 ou Diabetes tipo 2.

como-previnir-o-diabetes

Diabetes tipo 1.

Acontece com algumas pessoas quando o sistema imunológico ataca o equivalente das células beta. Isso faz com que o corpo passe a produzir menos insulina. Resultando em acumulo de açúcar no sangue, aumentando a glicose. Esse tipo de diabetes é mais comum pessoas mais jovens, aparece muitas vezes na adolescência. O tratamento poder ser feito através de reposição de insulina, medicamentos e dieta para diabéticos.

Diabetes tipo 2.

Esse tipo de diabetes é mais comum em adultos e está ligada a alimentação e estilo de vida. Ela ocorre quando o pâncreas perde a capacidade de produzir insulina ou não produz em quantidade suficiente para metabolizar o açúcar no sangue. Esse tipo de diabetes é tratado com uma reeducação alimentar em alguns casos também necessário fazer reposição de insulina e usar medicamentos.

Pré diabético.

A pessoa que se encontra nessa situação de pré diabético ainda tem a oportunidade de mudar sua situação, seu futuro pois ele ainda não esta com diabetes. Mas está com os níveis de glicose e glicemia no sangue muito elevado.

Mas seu corpo ainda produz a insulina, porem esta no seu limite é necessário um a mudança radical no estilo de vida dessa pessoa, e uma reeducação alimentar baseada em uma dieta com menor consumo de carboidratos. Pois uma vez ingerido o carboidrato é transformado em açúcar no sangue.

É necessário buscar uma nutricionista para fazer uma dieta especial para baixar seus níveis de glicose antes que seja tarde.

Livro Desvendando os segredos do diabetes, Monica Lenzi.

livro-sgredos-do-diabetes

A Dra. Monica Lenzi é muito conhecida por se dedicar a mais de 10 anos ao tratamento e ao controle do diabetes. É autora de vários livros sobre o assunto como o Desvendando Os Segredos Do Diabetes.

Alem do livro ela também criadora do canal Diabetes & Você muito popular entre nas redes sociais onde ajudar milhares de pessoas todos os dias na educação para tratar o diabetes de forma natural.

Ela é fundadora também da farmácia Doce Vida, A farmacêutica Monica Lenzi acredita firmemente que a educação é a melhor arma que temos para combater o diabetes. Através da educação é possível não só prevenir o diabetes como tratar e viver bem com o diabetes.

Conclusão.

Estude mais sobre como tratar o diabetes naturalmente, sem as modas que temos hoje em dia na internet. Como promessas de cura do diabetes, como reverter o diabetes, ou qualquer outra opção de tratamento baseada em achismos. O diabetes é uma doença grave e que mata, e além de matar pode causar cegueira e amputações.

Mas co educação e conhecendo bem o problema fica mais fácil você previnir e até viver com ela até o fim da vida e vivendo muitos anos.

Dieta da desinflamação celular

A dieta lançada recentemente pelo doutor Rodolfo Aurélio chamada Dieta de 21 dias é uma dieta baseada em desinflamação celular.

Mas o que é inflamação celular?

Pessoas (incluindo quase todos os médicos) estão constantemente confuso sobre o que é inflamação celular. Então eu decidi aproveitar a oportunidade para explicar o conceito em mais detalhes.

Existem dois tipos de inflamação. O primeiro tipo é a inflamação clássica, que gera a resposta inflamatória que associamos à dor, como calor, vermelhidão, inchaço, dor e, eventualmente, perda da função orgânica. O outro tipo é a inflamação celular, que está abaixo da percepção da dor. A inflamação celular é a causa iniciadora da doença crônica porque interrompe as redes de sinalização hormonal em todo o corpo.

Definição de Inflamação Celular

inflamação celular

A definição de inflamação celular é a atividade aumentada do fator de transcrição do gene. Este é o fator de transcrição genética encontrado em cada célula, e ativa a resposta inflamatória do sistema imune inato. Embora o sistema imune inato seja a parte mais primitiva de nossa resposta imune, tem sido resistente ao estudo sem avanços recentes na área  Bio molecular. De fato, o Nobel de Medicina de 2011 foi premiado pelos primeiros estudos sobre o sistema imune inato e suas implicações no desenvolvimento de doenças crônicas.

Existem vários eventos extracelulares através dos quais se pode ser ativado por mecanismos distintos. Que podem ser invasão microbiana reconhecida por receptores, geração de espécies reativas de oxigênio, geração celular de eicosanoides inflamatórios e interação com citocinas inflamatórias através de receptores de superfície celular definidos. Sabemos também que vários desses eventos iniciadores são modulados por fatores dietéticos. Isto também significa que o uso apropriado da dieta pode ativar ou desativar. Este novo conhecimento é a base da nutrição anti-inflamatória.

Nutrição anti-inflamatória para inibir a inflamação celular

Nutrição anti-inflamatória baseia-se na capacidade de certos nutrientes para reduzir a ativação dos agentes inflamatórios.

A forma mais eficaz de diminuir a ativação de agentes inflamatórios é reduzir os níveis de AA na membrana celular alvo, reduzindo assim a formação de leucotrienos que podem ativar agentes inflamatórios.

Tendo o paciente seguir uma dieta detox inteligente, como a Dieta da Zona juntamente com a redução simultânea de ácidos graxos ômega-6 ingestão são as principais estratégias dietéticas para atingir esse objetivo.

Outra abordagem dietética eficaz (e muitas vezes mais fácil para o paciente a cumprir) é a suplementação dietética com níveis adequados de alta dose de óleo de peixe rico em ácidos graxos e o ômega-3, como EPA e DHA. Estes ácidos graxos ômega-3 tomados em níveis suficientemente elevados irá diminuir os seus níveis de AA e aumentar os seus níveis de EPA.

Esta alteração da razão AA / EPA na membrana celular irá reduzir a probabilidade de formação de leucotrienos inflamatórios que podem ativar agentes inflamatórios. Isso ocorre porque os leucotrienos derivados dos AA são pró-inflamatórios, enquanto que os de EPA são não-inflamatórios. O aumento da ingestão de ácidos graxos como o ômega-3 é também uma abordagem dietética que pode ativar o fator de transcrição do gene anti-inflamatório, diminuir a formação de ROS e diminuir a ligação de ácidos graxos saturados a TLR-4. Isso ilustra as funções multifuncionais que os ácidos graxos ômega-3 têm no controle da inflamação celular.

Uma terceira abordagem dietética é a ingestão adequada de polifenóis alimentares. Estes são compostos que dão frutas e legumes sua cor. Em níveis elevados eles são poderosos anti-oxidantes para reduzir a geração de ROS. Eles também podem inibir a ativação de NF-κB

Finalmente, a estratégia dietética menos eficaz (mas ainda útil) é a redução da ingestão dietética de gordura saturada. Isso ocorre porque os ácidos graxos saturados causarão a ativação do receptor TLR na membrana celular .

Obviamente, quanto maior o número destas estratégias dietéticas implementadas pelo doente, maior o efeito global na redução da inflamação celular.